Expositores

 

 

 

  1. FUTEBOL: o objetivo é desenvolver e implantar infraestruturas de pesquisa e ferramentas de controle associadas, a fim de fomentar, na Europa e no Brasil, a pesquisa experimental no ponto de convergência entre as redes ópticas e sem fio.
  2. HPC4E: o projeto aplica técnicas de processamento de alto desempenho (HPC) em simulações no setor de energia, como a eólica, os combustíveis derivados de biomassa e a exploração geofísica de reservatórios de hidrocarbonetos.
  3. EUBra-BigSea: o projeto desenvolve uma infraestrutura de computação em nuvem para a análise de big data e aplicações úteis no contexto de cidades inteligentes.
  4. SecureCloud: o projeto estuda uma solução para prover confidencialidade, integridade e disponibilidade das aplicações que são executadas em ambientes de nuvem.
  5. EUBrasilCloudForum: o projeto, de disseminação e gestão do conhecimento, criou um fórum de discussão para as organizações do Brasil e da Europa envolvidas em pesquisa e desenvolvimento na área de computação em nuvem.
  6. SDN Overlay / SDI: o estande apresentará dois projetos. O SDN Overlay propõe uma rede SDN sobreposta à rede em produção da RNP, em uma evolução gradual da arquitetura atual. Já o projeto SDI (Software-Defined Infrastructure) tem como objetivo prover uma interface aberta para o controle e gerenciamento de recursos heterogêneos em diferentes tipos de infraestruturas programadas por software.
  7. GT-AaaS 2.0: com foco em acessibilidade para pessoas com deficiência visual, está em desenvolvimento um protótipo de audiodescrição pela geração automática (ou semiautomática) de trilhas de AD em vídeos.
  8. GT-BAVi: o grupo desenvolve um mecanismo de busca avançada por vídeos, com base em transcrição de áudio, metadados e anotação semântica.
  9. GT-GIIRO: o grupo propõe uma ferramenta para gerenciamento de informações de infraestrutura física de redes ópticas, com foco na gestão das redes metropolitanas (Redecomep) e o tratamento de incidentes.
  10. GT-Actions: o grupo desenvolve um protótipo de defesa contra ataques Distribuídos de Negação de Serviço (DDos) na camada de aplicação. 
  11. GT-EWS: a ferramenta é capaz de monitorar atividade maliciosa e detectar antecipadamente eventos e incidentes de segurança, pela análise de dados vindos de sensores de redes tradicionais e outras fontes, como redes sociais, fóruns e registros de redes virtuais.
  12. GT-MRE: o grupo propõe um sistema de experimentação remota, integrado a dispositivos móveis, que permita ampliar o acesso aos recursos educacionais via ambientes virtuais de aprendizagem.
  13. GT-Remar: desenvolve uma plataforma de customização para jogos educacionais abertos e a sua integração a ambientes virtuais de aprendizagem.
  14. Laboratório OpenFlow (LOFT): localizado no Internet Datacenter (IDC) da RNP em Brasília, o LOFT foi criado para testar e homologar, de forma isenta e independente, equipamentos e controladores OpenFlow, bem como avaliar o desempenho dos mesmos.
  15. Fibre testbed: a plataforma de experimentação funciona como um grande laboratório virtual para testes de novos modelos de arquitetura e aplicações em Internet do Futuro.
  16. GIdLab testbed: o laboratório experimental em Gestão de Identidade é um ambiente para a realização de experimentos com infraestruturas de autenticação e de autorização (IAAs) e de chaves públicas (ICPs).
  17. GT-Multipresença: pesquisadores desenvolvem um sistema de videoconferência adaptável, escalável e interoperável, que permite a comunicação independente de dispositivo, largura de banda ou localização.
  18. Painel de Colaboração e Visualização SAGE2: ambiente colaborativo que permite a usuários locais e remotos acessarem, visualizarem e compartilharem múltiplos conteúdos via rede IP.
  19. Padex / DMZ Científica: o estande apresenta dois serviços da RNP. O Padex é um serviço de transporte e vazão assegurada para uso remoto do supercomputador Santos Dumont. Já a DMZ Científica consiste em um segmento específico de uma rede no campus capaz de acomodar as demandas diferenciadas de certas aplicações científicas.
  20. Cipó / MonIPÊ: o estande apresenta duas soluções: o serviço MonIPÊ, para o monitoramento de desempenho de rede; e o serviço Cipó, de automação para a criação de circuitos sob demanda.
  21. Nuvem Acadêmica Federada (NAF): desenvolvido pela RNP, o serviço de computação sob demanda é oferecido por provedores de computação em nuvem que seguem o modelo de infraestrutura como serviço (IaaS).
  22. Plataforma Kytos para SDN: desenvolvida pela Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho (Unesp), trata-se de uma plataforma SDN open source projetada para ser de fácil instalação, uso, criação e compartilhamento de Aplicações de Rede (NApps).